terça-feira, 14 de junho de 2011

por um minuto

medos grãos
e as mãos
dele
em minhas
mãos

a escorrerem
a percorrerem
pulso, pernas,
pés, chão.

soltos
os versos
dados
os beijos
tempos
reversos
ânsias,
ensejos

e a agonia
dura
dos mas...
e a vontade
em ambos
de cais...
os contras
as contas
que o destino
virá
nos cobrar

amamos?
nos temos?
seremos,
será?

3 comentários:

  1. , espero que já sãos e salvos... e espero que estão tão... sendo, acontecendo felizes.
    , beijos meus.

    ResponderExcluir